O presidente Donald J. Trump proclama março de 2017 como Mês da História da Mulher

O presidente Donald J. Trump proclama março de 2017 como Mês da História da Mulher

CASA BRANCA
Escritório do Secretário de Imprensa

Para divulgação imediata
1º de março de 2017

O presidente assinou hoje uma proclamação celebrando março de 2017 como o Mês da História da Mulher.

MÊS DA HISTÓRIA DA MULHER, 2017

PRESIDENTE DOS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA

PROCLAMAÇÃO

Estamos orgulhosos das conquistas da nossa nação na promoção da plena participação das mulheres em todos os aspectos da vida americana e estamos determinados no nosso compromisso de apoiar o avanço constante das mulheres nos Estados Unidos e no mundo.

Os Estados Unidos homenageiam as pioneiras e líderes famosas da nossa história, bem como as heroínas desconhecidas da nossa vida diária. Homenageamos as mulheres extraordinárias cujas contribuições à vida, à cultura, à história, à economia e às famílias da nossa nação nos moldaram e nos ajudaram a realizar a promessa dos Estados Unidos.

Lembramos as realizações incríveis das primeiras americanas, que ajudaram a fundar a nossa nação e explorar a grande fronteira do Oeste. As mulheres têm sido um esteio em todas as nossas batalhas para acabar com a escravidão e também em nossas batalhas no exterior. E as mulheres americanas lutaram pelos direitos civis das mulheres e de outros nos movimentos sufragista e pelos direitos civis. Milhões de mulheres corajosas e destemidas tiveram sucesso como empreendedoras e no mercado de trabalho, sendo ao mesmo tempo a espinha dorsal das nossas famílias, das nossas comunidades e do nosso país.

Durante o Mês da História da Mulher, fazemos uma pausa para prestar homenagem às mulheres notáveis que venceram enormes barreiras, abrindo caminho para que as mulheres de hoje não só participem, mas liderem e moldem cada faceta da vida americana. Desde o nosso começo, temos sido abençoados com mulheres corajosas como Henrietta Johnson, primeira mulher de que sem tem notícia a trabalhar como artista nas colônias; Margaret Corbin, que lutou bravamente na Revolução Americana; e Abigail Adams, primeira-dama dos Estados Unidos e conselheira de confiança do presidente John Adams.

Também lembramos mulheres incríveis como Mary Walker, primeira mulher a receber a Medalha de Honra do Congresso; Harriet Tubman, que escapou da escravidão em 1849 e foi libertar centenas de outras no Movimento Abolicionista Underground Railroad; Susan B. Anthony, editora do jornal The Revolution e sua amiga, dra. Charlotte Lozier, uma das primeiras médicas dos Estados Unidos, ambas defenderam a dignidade e a igualdade de mulheres, mães grávidas e seus filhos; Rosa Parks, cuja recusa em ceder seu assento num ônibus acelerou o movimento pelos direitos civis moderno; Shirley Temple Black, a famosa atriz que virou diplomata e primeira chefe do Cerimonial do presidente dos Estados Unidos; Anna Bissell, primeira CEO da história americana; Amelia Earhart, primeira mulher a voar sozinha cruzando o Oceano Atlântico; Ella Fitzgerald, primeira-dama da canção e rainha do jazz; e Sally Ride, primeira astronauta americana.

Os Estados Unidos vão continuar a lutar pelos direitos e pela igualdade das mulheres em todo o país e no mundo. Embora a pobreza prejudique o avanço de muitas mulheres, os Estados Unidos não podem permitir, e não permitirão, que isso continue. Vamos empoderar todas as mulheres para perseguir o sonho americano, para viver, trabalhar e prosperar em comunidades seguras que as permitam proteger e sustentar a si próprias e a seus familiares.

Os Estados Unidos também estão cientes de que a luta continua para muitas mulheres do mundo, onde elas são frequentemente desprotegidas e tratadas de modo vergonhoso como cidadãs de segunda classe. Os Estados Unidos também vão lutar por essas mulheres e vão lutar para proteger meninas que têm seus direitos roubados, são traficadas no mundo todo e exploradas.

PORTANTO, EU, DONALD J. TRUMP, presidente dos Estados Unidos da América, com a autoridade que me foi conferida pela Constituição e pelas leis dos Estados Unidos, por meio deste instrumento, proclamo março de 2017 Mês da História da Mulher. Conclamo todos os americanos a comemorar este mês com programas, cerimônias e atividades apropriados.

EM TESTEMUNHO DO QUE assino o presente documento neste primeiro dia de março, no ano do Senhor de dois mil e dezessete e no ducentésimo quadragésimo primeiro dia da Independência dos Estados Unidos da América.

DONALD J. TRUMP


Fonte: https://br.usembassy.gov/pt/

Artigos Relacionados

Help Vistos

Help Vistos

Despachante de visto americano ✅ Tire seu Visto rápido! Atendemos todo o brasil ☝Cuidamos dos formulários e orientamos conforme o perfil do solicitante!

Ler todos os artigos

Atendemos todo o Brasil
Faca um orçamento!

""
1
keyboard_arrow_leftPrevious
Nextkeyboard_arrow_right
Dúvidas? Fale conosco!